INTERAÇÃO MUSEU E COMUNIDADE

CONSIDERAÇÕES GERAIS
· O Museu do Una, por seus objetivos e realizações, se constitui não somente em um patrimônio da comunidade de São José da Coroa Grande, em especial da vila de Várzea do Una, onde está localizado, como de toda a região abrangida pela bacia hidrográfica do Rio Una e adjacências.
· O Museu do Una está integrado na comunidade, sendo considerado como importante centro de preservação, divulgação e apoio às pesquisas relacionadas à história, cultura e meio ambiente, conforme registros de visitantes e habitantes locais.

EVENTOS
Eventos que promovam a preservação da cultura regional e meio ambiente são apoiados pelo Museu do Una, dentre os quais:

Seminário de Biologia, Pesca e Educação Ambiental
· Realizado 2000, no Museu do Una, contou com renomados professores e pesquisadores palestrantes e 60 participantes. Na ocasião, foram abordados os temas: manejo dos recifes de corais, sustentabilidade dos manguezais, reprodução e pesca de camarões e ecoturismo

Salão de Artes da Costa Dourada
· Realizado 2001, no Museu do Una, contou com a participação de 30 artistas, dentre os quais escultores, pintores e artesãos, sendo registrados mais de 350 visitantes em dois dias de exposição

PATROCÍNIOS
Escola Gisa
· Em 2000, foi firmada parceria com para Prefeitura Municipal de São José da Coroa Grande, para a cessão e manutenção de um prédio pertencente ao Museu do Una, localizado na zona urbana de São José da Coroa Grande, para a instalação da Escola Municipal Gisa, com cerca de 400 alunos matriculados. A escola foi matéria de reportagem do Diário de Pernambuco.

PETI
· Desde 2002 o Museu do Una disponibiliza sala aula para cerca de 80 alunos do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil - PETI, às sextas-feiras. Tal ação foi motivo de reportagem no Jornal do Commércio do Recife, em 03/11/2002.

Cursos de Educação Ambiental
· Realizados a partir de janeiro de 2003, no Museu do Una e em escolas das redes pública e particular do município, contando com a presença de inúmeros estudantes e professores.

Restinga
· Em 2002, foi firmado acordo entre o Museu do Una e Prefeitura Municipal, a para adoção da última área de restinga na praia urbana do município de São José da Coroa Grande.

INICIATIVAS
Site na Internet
· Um meticuloso trabalho de pesquisa, contemplando biografias, fotografias, entrevistas e mergulhos em literatura, resultou em um banco de dados sobre a região e o Museu do Una. Trata-se do site www.museudouna.com.br.

Denúncias em Órgãos Públicos
· Em 2002, denúncias ao Ibama, sobre desmatamento de manguezais estuário no Rio Una, resultou em notificação dos infratores, apreensão de madeiras e ferramentas e outras providências. Também foram feitas denúncias ao Ibama e Ministério Público Federal, sobre os danos ambientais previsíveis quando da construção do Aeroporto de Maragogi, locado sobre o Rio Persinunga, que serve de divisa entre os estados de Pernambuco e Alagoas, considerando desmatamento e aterro de manguezais, modificação no curso do rio e interferência das curvas de ruído nas habitações, escolas e hotéis.

APOIOS
Rio Persinunga
· Em 2001, à passeata realizada em São José da Coroa Grande, pelas redes de ensino pública e privada, como alerta à população e autoridades, sobre os danos ambientais e riscos ao abastecimento d´água do município, causados pelos níveis de poluição detectados no rio.

Rio Una
· Em 2002, ao mutirão de limpeza do estuário do Rio Una, realizado pelas comunidades de São José da Coroa Grande e dos Barreiros.

Pesquisas
· Em 2001, às pesquisas de alunos dos Departamentos de Biologia e Oceanografia da Universidade Federal de Pernambuco, sobre plânctons no estuário do Rio Una.

AMAVU
· Em 2003, à fundação da Associação dos Moradores e Amigos de Várzea do Una - AMAVU, tendo como objetivo a melhoria da qualidade de vida da comunidade, sendo escolhido o Museu do Una como sede.